Últimas Notícias

Pegadas de um hominídeo 5,7 milhões de anos atrás?

Fonte
3/00/2018
As mais antigas pegadas datam de 3,5 milhões de anos e estão na Tanzânia. O último achado foi na ilha grega de Creta, Trachilos, onde ninguém imaginava.
O que estranhou os paleoantropólogos foi a enorme distância do que seria normal, isto é na África.
"Algumas pessoas sugeriram que pode ser um tipo de Eurocentrismo. Não estamos reivindicando qualquer coisa ", diz Per Ahlberg. "É claro que os humanos modernos evoluíram na África".
Em vez disso, uma única forma de hominídios andaram por aqui e  2 milhões de anos antes do que temos notícia.
Essas descobertas ainda estão sendo estudadas porque alguns paleoantropologistas, dizem que as pegadas podem ser algum tipo de urso, mas a falta de garras demonstra que era um hominídio.




Essa descoberta pode gerar discussões acaloradas por antropologistas que não a acreditam da teoria conhecida como a "Hipótese da origem única", a qual diz que a origem do homem foi a partir da África. Essa nova descoberta pode mostrar que houve uma evolução na Europa. Por isso, o cientista se diz acreditar na teoria em que o homem evoluiu na África e partiu para a Europa.
Mas o que complica tudo esse conhecimento é: como esses  hominídios foram parar em uma ilha da Grécia?
Mais um mistério para o planeta inexplicável.